01/04/2017

[Resenha Nacional #3] Vidas Secas | Graciliano Ramos

| |
Vidas Secas 






Edição: 126ª
Gênero: Romance brasileiro
  Editora: Record
Ano: 2015
Páginas: 174
Autora: Graciliano Ramos
Sinopse: Em ´Vidas Secas´, o autor se mostra mais humano, sentimental e compreensivo, acompanhando o pobre vaqueiro Fabiano e sua família com simpatia e uma compaixão indisfarçáveis. Além de ser o mais humano e comovente dos livros de ficção de Graciliano Ramos, ´Vida Secas´ é o que contém maior sentimento da terra nordestina, daquela parte que é áspera, dura e cruel, sem deixar de ser amada pelos que a ela estão ligados teluricamente. O que impulsiona os seres desta novela, o que lhes marca a fisionomia e os caracteres, é o fenômeno da seca. ´Vida Secas´ representa ainda uma evolução na obra de Graciliano Ramos quanto ao estilo e à qualidade estritamente literária.
Esta nova edição teve como base a 2ª edição do romance, com as últimas correções feitas por Graciliano Ramos. Os originais estão no Fundo Graciliano Ramos, Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo. Este projeto de reedição da obra de Graciliano Ramos é supervisionado por Wander Melo Miranda, professor titular de Teoria da Literatura da Universidade Federal de Minas Gerais.

Graciliano Ramos escreve um lindo romance com este livro. Por mais que eu tive que lê-lo com um dicionário ao lado, pois temos muitas palavras de difícil entendimento. Mas ele simplesmente arrasou!

Ele conta a história de uma família que está a procura de um lugar para morar, pois em meio a fome e a seca eles precisavam de um lugar novo. Nisto eles acham uma "fazenda" e começam a morar lá, Fabiano consegue um trabalho em uma outra fazenda. Assim, a vida deles começam a melhorar. 

Mas Fabiano começou a beber e a apostar, fazendo com que a família perdesse muito dinheiro. Um soldado amarelo prendeu Fabiano por ele brigar com o mesmo, sua esposa fica na casa cuidando dos dois filhos e a cachorrinha Baleia. Depois de muito sofrimento ele é liberado e volta para casa, Fabiano e sua família se sentiam rejeitados por todos.

Eles foram "convidados" a irem em uma festa na igreja na cidade, todos colocaram suas melhores roupas e foram. Fabiano sai fora de si, bebeu até começar a falar ladainhas querendo matar o soldado amarelo, mas não conseguiu e caiu na calçada.

Ao desenrolar da história Fabiano precisou matar a cachorrinha Baleia que foi o ponto mais triste de todos! E também matou o soldado amarelo sem que alguém percebesse. 

Sinhá Vitoria beijava o focinho de Baleia, e como o focinho estava ensanguentado, lambia o sangue e tirava proveito do beijo.

Logo eles foram obrigados a sair da fazenda e acharam outro lugar apenas Fabiano, sua esposa e seus dois filhos...

Espero que vocês tenham gostado da resenha, li este livro por causa do Enem, sim! Estarei fazendo um sorteio em breve, muito breve! Mês que vem será o aniversário do blog ( ebaaaaa <3 )